Viagens

Passageiros poderão viajar deitados na classe econômica de companhia aérea

Passageiros poderão viajar deitados na classe econômica de companhia aérea

Voar na classe econômica é, quase sempre, sinônimo de aperto, cansaço para as pernas e noites mal dormidas. A companhia aérea britânica Thomas Cook Airlines, porém, acaba de anunciar uma novidade que promete amenizar estes desconfortos. Em voos de longa distância realizados pela empresa, o passageiro poderá pagar uma taxa extra e ocupar, sozinho, uma sequência de três assentos durante a viagem, em uma modalidade batizada de “Sleeper Seat”.

Mas não é só o espaço maior que está em jogo: depois da decolagem, os comissários de bordo transformarão este espaço em uma verdadeira cama, com colchão, lençol, cobertor e travesseiro.

A distância para os assentos da frente (que trazem monitores para filmes e séries na parte traseira do encosto) não será lá muito grande, mas o viajante terá à sua disposição uma área suficiente para se deitar e tentar engatar um sono profundo durante o voo.

E, logicamente, a cama virá equipada com cinto de segurança, item fundamental dentro de qualquer avião.

“Sempre buscamos trazer inovações para nossos clientes”, diz Henry Sunley, diretor comercial da Thomas Cook Airlines. “E esta é uma ótima maneira de melhorar a experiência de voo e proporcionar um conforto extra dentro da classe econômica”.

Sunley também conta que o ocupante deste espaço terá a prerrogativa de cedê-lo, no meio da viagem, para algum amigo ou familiar que esteja em um assento padrão no avião. “Mas o Sleeper Seat só pode ser usado por uma pessoa de cada vez”, avisa ele.

Altura máxima recomendada

O Sleeper Seat, entretanto, provavelmente não será confortável para pessoas muito altas. Seu comprimento é de pouco mais de 1,48m (e sua largura é de 67 centímetros) e a própria Thomas Cook recomenda que ele só seja utilizado por pessoas com menos de 1,80m de altura.

O Sleeper Seat estará disponível a partir do próximo dia 13 de maio em voos de longa distância da Thomas Cook, como rotas entre a Inglaterra e os Estados Unidos.

Para curtir este espaço, permitido apenas para maiores de 12 anos, o turista precisará pagar uma taxa que custa a partir de 200 libras esterlinas (aproximadamente R$ 1.050), além do preço da passagem.

 

Fonte : UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *