História

Museu Nacional recebe teto provisório e terá apoio da Itália para recuperação de acervo

Acordo de cooperação com governo italiano prevê restauração de peças danificadas em incêndio e empréstimo de longo prazo de peças italianas. Prédio danificado pelo fogo já conta com cobertura metálica.

O Museu Nacional, destruído por um incêndio em setembro do ano passado, já tem um teto provisório. A estrutura foi feita com um material metálico. Além disso, o museu contará com a colaboração do governo italiano para recuperação do acervo.

O Ministério de Cultura da Itália anunciou a colaboração com o Brasil, que inclui desde o trabalho técnico até o empréstimo das peças. Já a nova cobertura irá garantir o trabalho de reforço nas paredes do prédio, e também na construção do teto definitivo.

A Itália enviará ao Rio, em condição de empréstimo por longo prazo, uma seleção de peças que serão expostas no Museu Nacional quando ele estiver pronto para a reabertura. Até lá, a exposição será instalada na Sala Roma do Consulado Geral da Itália, no Centro do Rio.

Além do empréstimo das peças, o Ministério da Cultura italiano irá colaborar na restauração de uma Koré, uma importante estátua feminina grega, que foi encontrada em 1853 em um túmulo na Itália e fazia parte do acervo do Museu Nacional. A estátua acabou quebrada no incêndio.

“Como é notório, no Museu Nacional era preservada a preciosa coleção arqueológica que a imperatriz Teresa de Bourbon trouxe como dote de seu casamento com o imperador Pedro II do Brasil. Quase todo este acervo foi destruído no trágico acidente”, destaca nota do Instituto Italiano de Cultura.

Estão envolvidos no acordo de colaboração o Parque Arqueológico de Herculano e o Museu Arqueológico de Napoli.

Simpósio internacional
A cooperação da Itália na recuperação do acervo do Museu Nacional será confirmada no dia 19 de junho, quando acontece no Rio o Simpósio internacional “O museu como laboratório: entre memória, sustentabilidade e inovação”.

Organizado pelo Instituto Italiano de Cultura, o evento contará com a participação da vice-ministra da Cultura da Itália, Lucia Borgonzoni, e de uma delegação de profissionais de importantes museus da Itália.

Também participarão do simpósio diretores e curadores dos principais museus do Brasil e da Itália, além de gestores e empreendedores da cultura dos dois países.

Fonte:G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *