Tecnologia

Leilões da Receita Federal têm iPhone, PS4 e eletrônicos mais baratos

Produtos não possuem garantia e devem ser retirados nos locais indicados. Destaque fica para o iPhone 6, que pode ser adquirido por R$ 800.

A Receita Federal promoverá, na próxima semana, quatro novos leilões de produtos eletrônicos, incluindo as cidade de Passo Fundo, Salvador, João Pessoa e São Paulo. As fases de propostas online já estão abertas e, entre os produtos disponíveis para pessoa física, estão lotes de PlayStation 4 com controle extra e jogo por lance inicial de R$ 1.030, iPhone 8 Plus começando em R$ 2,5 mil e notebook Acer Aspire 3 pelo valor mínimo de R$ 665.

Todos os leilões já estão abertos a para receber propostas online, com diferentes datas para o término. A sessão para lances, também conhecida como pregão, também acontece em dias diferentes em cada uma delas. Vale lembrar que todo o processo dos leilões é feito de forma digital. Os produtos leiloados pela Receita Federal, geralmente, são fruto de apreensões alfandegárias, feitas em aeroportos e portos pelo país e, portanto, não há garantia de funcionamento pleno dos produtos.

Passo Fundo

Na cidade de Passo Fundo, por exemplo, os lotes válidos para pessoa física contém diversas unidaes de videogames, como o PlayStation 4. No leilão, os PS4 estão equipados com alguns acessórios extras e os lances podem variar entre R$ 860 a R$ 1.180. Apenas como um contraponto, o modelo básico, conhecido como “Slim” tem o preço mínimo de R$ 1.749,90 segundo o Compare TechTudo, sem nenhum acessório ou jogo. Neste leilão, também é possível encontrar lotes com celular Moto E5, roteador TP-Link, Chromecast e até MacBook Air. Neste leilão, as propostas estão disponíveis para lance até o dia 21 de outubro. O pregão está programado para o dia 22 do mesmo mês.

Salvador

Em Salvador, as licitações direcionadas à pessoa física estão em menor número. Entretanto, chama a atenção o lote 29, que é composto por MacBook Pro, iPad Pro, três unidades do Magic Mouse da Apple e um Apple Watch da série Sport, tudo isso pelo lance mínimo de R$ 5 mil.

Apenas o valor do iPad Pro, no site da Apple no Brasil, já ultrapassa totalmente o preço do lance inicial. O tablet da marca da maçã, no modelo de 11 polegadas, é vendido no site oficial da marca por R$ 6.799. As propostas podem ser enviadas até dias 23 de outubro, com pregão marcado para o dia seguinte.

São Paulo

O leilão da Receita Federal em São Paulo possui diversos itens e, novamente, os produtos da Apple estão entre os destaques, como o iPhone 8 Plus de 64 GB com lance mínimo de R$ 2,5 mil. Para pessoa física, também estão disponíveis algumas unidades do Apple Watch Series 3 e iPhone 6S com 64 GB de armazenamento. O usuário que quiser adquirir um dos produtos pode enviar sua proposta até o dia 23 de outubro. O pregão do leilão de São Paulo está marcado para o dia 24 de outubro.

João Pessoa

A cidade de João Pessoa conta com lances para notebook Acer Aspire 3 e caixinhas de som da JBL pelo valor mínimo de R$ 1,7 mil. Para lotes contendo iPad com 32GB, o valor mínimo é R$ 790. O destaque do pregão do Nordeste do país fica para o iPhone 6 de 16GB, que pode ser comprado pelo valor mínimo de R$ 800. Em João Pessoa, os lances podem ser enviados até o dia 24 de outubro. O resultado das propostas será liberado no dia 25 do mesmo mês.

Saiba como participar

Os consumidores interessados em adquirir estes itens precisam, antes de tudo, possuir um CPF válido e conseguir um e-CAC, código de autenticação emitido pela Receita Federal, que será utilizado para acessar o site corretamente e poder participar das licitações.

As propostas com valores devem ser enviadas para análise dentro do prazo estipulado em cada leilão e as melhores serão selecionadas para participar do pregão online, que tem dia certo para acontecer, em cada uma das cidades. Vale ressaltar que cada lote está em um local diferente da cidade sede, portanto, é preciso ficar atento ao endereço, pois é o vencedor do leilão que deve retirar o produto.

A Receita Federal alerta que estes produtos não possuem garantia, e não há como testá-los para saber se possuem algum defeito. Além disso, todos estes itens são destinados para consumo próprio e não podem ser revendidos.

Fonte G1