Notícias

Ítalo é vice em Hossegor e embola briga por título mundial e vagas olímpicas com Medina e Toledo

Potiguar perde para o ídolo local Jeremy Flores na final e sobe para 4º no ranking. Medina cai nas oitavas, mas segue líder e é o único que pode ser campeão antecipado em Portugal

Embolou a briga pelo título do Circuito Mundial e pelas vagas para a Olimpíada de Tóquio. Na manhã deste sexta-feira, o potiguar Ítalo Ferreira foi vice-campeão na etapa de Hossegor e colou nos líderes Gabriel Medina e Filipe Toledo. Depois de fazer uma campanha impecável nas primeiras fases e levar um susto com uma lesão nas semis, ao arriscar um aéreo, o potiguar acabou sendo superado pelo francês Jeremy Flores na decisão por 15 a 8,23. Foi a primeira vitória de um local na França.

Com o resultado em Hossegor, Ítalo pulou para a 4ª posição no ranking com 42.400, atrás do sul-africano Jordy Smith (43.515), de Filipinho (45.730) e Medina (48.015). Os dois melhores surfistas de cada país que terminarem no top-10 garantem vaga para os Jogos do Japão, em 2020.

Eliminado pelo australiano Adrian Buchan por apenas 5 décimos (10 a 9,50) nas oitavas, Gabriel é o único surfista que pode ser campeão mundial por antecipação na penúltima etapa em Portugal, que começa na próxima quarta-feira nas ondas de Super Tubos.

Confira os 5 primeiros do ranking:

1- Gabriel Medina (BRA) 48.015
2- Filipe Toledo (BRA) 45.730
3- Jordy Smith (AFS) 43.515
4- Ítalo Ferreira (BRA) 42.400
5- Kolohe Andino (EUA) 41.250

Carissa vence o feminino e Yago é 9º

Quem também terminou em 9º em Hossegor foi o brasileiro Yago Dora, superado pelo americano Kolohe Andino em uma bateria polêmica, por 10,33 a 6. Yago fez a maior nota do confronto (6 pontos), mas foi punido com uma interferência e perdeu a segunda nota.

No feminino, a grande campeã foi a havaiana Carissa Moore, que superou a americana Caroline Marks por 17,60 a 7.

Susto nas semis e francês inspirado na final

Depois da eliminação precoce de Filipinho na terceira fase e das derrotas de Gabriel Medina e Jordy Smith nas oitavas, na madrugada desta sexta, Ítalo viu as chances de alcançar os líderes ficar mais próxima. Com uma vitória sobre o número 4 do mundo, Kolohe Andino, na quartas, o surfista de Baía Formosa foi com tudo nas semis contra o italiano Leonardo Fioravanti.

Foi tanta vontade que Ítalo acabou sofrendo uma pancada e um corte na canela direita depois de arriscar um super aéreo e cair em cima das quilhas. O Brasileiro saiu mancando do mar, trocou a prancha com as quilhas quebradas e voltou para vencer por 11,60 a 10,83.

A decisão já começou com Flores achando um dos melhores de tubos de todo o campeonato: nota 9,67. O brasileiro foi com tudo para os aéreos buscando a virada, mas o francês achou outro tubo, passou a somar 15 pontos e deixou Ítalo precisando de um 9,51 para virar.

Foi a primeira vitória de um francês em Hossegor. Jeremy fez a alegria da torcida que lotou a Praia de La Gravière e pulou da 15 para a 9 posição do ranking, com 31.450 pontos.

Fonte G1